3 Maiores dúvidas sobre contabilidade para médicos

Compartilhe nas redes!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Bom, hoje abordaremos as 3 maiores dúvidas sobre contabilidade para médicos. Visamos esclarecer as dúvidas que muitos empreendedores têm nessa área.

3 maiores dúvidas sobre contabilidade para médicos:

1. Como fazer a abertura de uma clínica médica?

Atualmente, existem diversos tipos de natureza jurídica, porém, as mais comuns são:
Sociedade Simples
A natureza de uma Sociedade Simples é aberta entre dois ou mais médicos, pois é uma sociedade registrada em cartório.
Depois de feito o registro no cartório, deve-se encaminhar o registro para a Receita Federal e, a partir daí, você obterá o seu CNPJ.
Benefícios: Pagar ISS trimestralmente, ou seja, você ficará isento àquele ISS cobrado de 2% sobre a prestação de serviços médicos, pois já paga o ISS que é por profissional.
Sociedade Limitada – EIRELI
Para essa natureza jurídica não é necessário uma sociedade, você pode abrir a sua clínica individualmente.
Empresa Individual
Nessa natureza jurídica você abre a sua empresa individualmente, sem nenhum sócio.
Lembrando que a natureza jurídica é definida através do faturamento, cada regime tem o seu limite de faturamento.

2. É possível abrir uma empresa no meu endereço pessoal?

Para os profissionais da área da saúde que não possuem uma área comercial para abrir uma empresa e desejam atuar como terceirizados, é possível, sim, abrir a empresa em seu endereço pessoal.
Pois, como os seus clientes não serão atendidos em sua própria clínica, não existem problemas caso queira abrir a empresa em seu endereço pessoal.

3. Qual a vantagem em me tornar pessoa jurídica?

Um profissional da área da saúde, que é pessoa física, com certeza paga muito mais impostos do que uma pessoa jurídica.
Além disso, hospitais e clínicas médicas têm preferência por contratar pessoas jurídicas, pois você possui um serviço esporádico, ou seja, não trabalha só para aquele empregador.
Portanto, vale mesmo a pena você virar pessoa jurídica e tributar em até 16%. Então, você, como pessoa jurídica, pode entrar no regime tributário Lucro Presumido, pois não possui funcionários, e essa seria a melhor opção para você.

Compartilhe nas redes:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

CIAP: como funciona?

Compreender a importância do Controle de Crédito do Ativo Permanente é extremamente necessário para evitar irregularidades

Ideias para motivar, melhorar a qualidade de vida e tornar seus colaboradores mais produtivos.

Além dos benefícios trabalhistas obrigatórios por lei e os tradicionais como Vale Refeição e Plano de Saúde, algumas empresas oferecem vantagens extras aos seus colaboradores como complemento de remuneração. O objetivo é reter talentos e aumentar a produtividade das equipes. Esses podem fazer a diferença para o colaborador. É o que diz Ronn Gabay, especialista em benefícios na Bematize.

Back To Top